Escolha uma Página

SPORT CLUB CORINTHIANS, O MEU PRIMEIRO E MAIOR AMOR

1 / setembro / 2020

por Mateus Ribeiro


O Sport Club Corinthians Paulista completa 110 anos neste dia 1 de setembro. Eu fiz parte de 34 anos desta historia e me orgulho muito. O Corinthians foi, é e sempre será o maior amor da minha vida, além de estar presente em todas as minhas memórias.

A minha caminhada como torcedor do Corinthians proporcionou os momentos mais intensos da minha vida. Desde que me conheço por gente, foi este clube que me fez derramar as lágrimas mais amargas, que me arrancou os sorrisos mais sinceros e me fez soltar os palavrões mais pesados possíveis. 

A cada vitória, a minha vida se torna um céu. A cada derrota, meu dia se torna um inferno. A cada título vencido, uma alegria sem tamanho. A cada título perdido, um vazio incalculável. Eu nunca encontrei o equilíbrio nessa balança. Mas nunca fiz questão de procurar também.

Eu jamais vou esquecer meus primeiros heróis, que ajudaram a moldar o meu caráter e tornaram a minha vida em algo muito mais legal. Eu agradeço muito Ronaldo, Wilson Mano, Giba, Marcelo Djian, Guinei, Dinei, Paulo Sérgio, Jacenir, Ezequiel, Tupãzinho, Fabinho, Henrique, Célio Silva, Viola, Zé Elias, Bernardo, Sylvinho, e tantos outros que ajudaram a pavimentar um caminho de vitórias. Anos depois, vieram outros monstros, como Dida, Rincón,Mirandinha, Gamarra, Luizão, Edílson, Vampeta, Cássio, Liédson, Danilo, Ralf, Paulinho, Chicão, Sheik, Alessandro e outros jogadores que conquistaram o estado, o país, o continente e o mundo.

Eu também tenho o privilégio de admirar quem eu nunca vi jogar ao vivo, como Zé Maria, Basílio (o verdadeiro e único Pé de Anjo), Gilmar dos Santos Neves, Claudio, Luizinho, Neco, Cabeção, Idário, Rivellino, Wladimir, Sócrates, Casagrande, Geraldão, Ruço, Dino Sani, e Biro-Biro, que ajudaram e muito o clube a se consolidar como um dos grandes do futebol brasileiro.

Sema existência do Corinthians, talvez eu não tivesse sofrido tanto. Por outro lado, sem o Alvinegro, a minha vida não faria o mínimo sentido. Eu fico muito feliz por fazer parte dessa historia maravilhosa, cheia de glórias e vitórias. Eu me sinto orgulhoso em fazer parte desta torcida gigantesca, que nunca abandonou e nunca vai abandonar o clube nas horas ruins.

Todos os dias do ano são especiais. Mas o 1 de setembro é diferente. Este dia marca o nascimento do meu primeiro e maior amor. E só me resta parabenizar esse clube, que me completa como ser humano. 

Parabéns, Corinthians. E obrigado por me fazer sentir o mais puro e verdadeiro amor.

VAI, CORINTHIANS!

 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.