Escolha uma Página

MEU AMIGO DORVAL ENTRA NO TÚNEL DA VIDA PARA FICAR SEMPRE NA MEMÓRIA GERAL

29 / dezembro / 2021

por Washington Luiz de Araújo


Recebi a notícia logo pela manhã do amigo, jornalista e cineasta José Carlos Asbeg. O primeiro nome do filho que não tive partiu fisicamente pelo túnel da vida.  Dorval Mengalvio Coutinho Pelé e Pepe seria nome do meu filho.

Minha companheira, Carmola, sempre perguntava “e se fosse mulher?”. “Simples, – respondia eu – Vila Belmiro”. E ela respirava aliviada dizendo: Imagine eu correndo atrás do garoto pela rua: Dorval Mengalvio Coutinho Pelé e Pepe larga esta bola e vem pra casa….

E o Dorval partiu, mas ficou.

Dorval que tive o prazer de ser amigo.

Dorval que ia nos meus aniversários, sempre levando uma camisa do Santos autografada.

Dorval que todo Natal enviava um cartão com sua imagem posando com uma bola num gramado da vida ou da Vila, vestindo o imaculado uniforme branco. Neste ano, acho que não teve condições de envi-alo.

Dorval que não era de beber muito, mas bebia uns copinhos de cerveja.

Dorval muitas vezes calado, observador, mas que falava e muito quando perguntado e quando entendia que o que foi questionado merecia uma boa resposta. Caso contrário, Dorval lacônico.

Dorval cujo nome me acostumei a ouvir quando criança na cabeceira da cama de meu pai e de minha mãe pelo rádio, nos jogos lendários do Santos.

Dorval que me arrepiou todo ao vê-lo presencialmente pela primeira vez e que me arrepiava quando telefonava.

Dorval que era certo encontra-lo nos jogos do Peixe na Vila ou no Pacaembu.

Dorval com quem falei no meio da pandemia por telefone e que me passou uma imagem de quem estava meio de saco cheio de tudo., reclamando de dores, acho que algumas delas na alma.

Dorval que amava o Santos como nenhum outro craque amou.

Dorval que não vi jogar profissionalmente, mas que me embalou os sonhos de criança.

Dorval seria o primeiro nome do filho que não tive, mas foi o primeiro nome do amigo craque de afetividade.

Grande Dorval, você sempre será escalado no time de todos os tempos do Santos Futebol Clube.

Dorval você não se foi neste túnel da vida, pois sempre estará no campo de nossas melhores memórias.

Dorval, um craque de sempre!

Em Tempo: Dorval que foi incumbido de mostrar Santos a um garoto que chegou na Vila do meio para o final da década de 50. Ele fez com que as saudades do menino se arrefecessem, levando-o a uma pensão onde moravam outros craques. Lá o menino começou a se sentir em casa e ver Santos como a sua Bauru. O menino? Edson Arantes do Nascimento, o Pelé.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.