Escolha uma Página

FESTA DE GRANDES ALVINEGROS

8 / dezembro / 2021

por Walter Duarte


Tenho muito orgulho de ter visto grandes craques jogarem nos áureos tempos do futebol Brasileiro, e devo reconhecer que os clubes de Campos RJ me deram essa oportunidade, independente do viés da rivalidade do extinto e saudoso Campeonato Campista. O Americano FC foi o primeiro clube do interior do RJ a participar do Campeonato Brasileiro, e isso ocorreu com a “FUSÃO” do Estado da Guanabara ano de 1975.

A estreia foi no dia 24/08/1975, uma vitória de 2×1 (Gols de Paulo Roberto e Rangel) no Godofredo Cruz sobre o Santos FC, que contava com Oberdam, Clodoaldo, Claudio Adão e Edu. Podemos citar alguns títulos relevantes do CANO tais como: 27 Campeonatos Campistas e o Módulo Azul do Campeonato Brasileiro de 1987. No Campeonato CARIOCA, destacam-se as campanhas do vice Campeonato de Série A de 2002 e os vice da Taça Guanabara de 1980 e 2005. Incontáveis confrontos ocorreram contra os grandes clubes Cariocas, com vitórias muito expressivas do Americano, consolidando o time Campista como pedreira em seus domínios.

Essas e outras lembranças maravilhosas foram a tônica, do encontro do grupo denominado AEXCANO (Associação dos ex Atletas do Americano FC), capitaneado pelo amigo e grande apaixonado pelo clube, Jaílton. Com grande satisfação, fui convidado a participar dessa festivaresenha, na ASSETEC (Associação de Funcionários da Escola técnica Federal), dirigida pelo Prof. Carlos Boynard, representando o Museu da Pelada, revendo essas feras depois de muitos anos. 


Grandes nomes das ótimas fases da história alvinegra estiveram presentes, inclusive o preparador físico Raul Arenari e o parceiro das resenhas César Avelar. Vários deles deslocaram-se de cidades distantes, como Belo Horizonte, Vitória, Rio de Janeiro, Itaperuna, Cachoeiro do Itapemirim…, ávidos de relembrar as histórias e conquistas em épocas tão difíceis.

Um expressivo número de ex-jogadores das déc. 70, 80 e 90 marcaram presença, tais como: Sérgio Pedro (ponta esquerda), Totonho (Lateral), Luciano “Buchecha”(Zagueiro), o lendário Gato Félix (Goleiro), Branco (meio-campo), Rogério Colombiano (meio-campo), Marcinho (Ponta-esquerda), Amarildo (ponta-direita), Marcelo Almeida (meia-atacante), Geraldo (Goleiro), Eduardo Orçai (atacante), Oliveira (Zagueiro ex-Bangu), Índio (cabeça de área), Souza (Meia-direita) Paulo Marcos (Zagueiro ex-Goytacaz , Internacional RS), René (atacante), Giovani (Zagueiro), Neneca (zagueiro), Amauri (Goleiro), Kleber (zagueiro), Silvano (zagueiro ex-Cruzeiro), Fabinho (atacante), Jerfinho (lateral) e muitos atletas da base. 

Importante ressaltar a participação  de torcedores que fizeram a sua parte, homenageando todos pelo desempenho e respeito ao Clube. Um dia de felicidade e reencontro, como deve ser cultivado entre amigos de fé. Nós do Museu da Pelada sempre estaremos na expectativa de rever os melhores tempos do futebol Campista, e do interior Fluminense, na sua grandeza como celeiro de craques, além de rebuscar o legado desses jogadores. Que haja de fato uma recuperação financeira e profissional que dê a sustentação às instituições, inclusive no apoio ao futebol de base.


Parabéns aos ex-atletas do Americano e ao incansável relações públicas Jaílton. Que esses belos encontros de respeito a instituição se reproduzam, e sirvam de impulso e inspiração para as novas gerações. Conceber a ideia da associação de ex-jogadores, foi um “golaço”, e que bons frutos sejam produzidos, cientes que a união entre vocês é a base de tudo isso.

Avante AEXCANO.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.