Escolha uma Página

O ÚLTIMO VOO DO CRAQUE

11 / setembro / 2022

por Flávio M. Peres

“Ganso barbarizava com passes desconcertantes”, disse o Juca em “Tricolores fazem jogaço à brasileira” Fluminense x Fortaleza). É a última chance de Ganso estar em um grupo de seleção em Copa do Mundo.

Se em 2010, novinho e inexperiente, era uma unanimidade, por que, agora, experimentado, e tendo voltado a jogar grande futebol, não deveria estar lá?

Ainda que não seja titular, ainda que jogue somente segundos tempos contra times absolutamente retrancados, ele deveria ser uma alternativa (única e diferente) no grupo.

Imaginem esse sujeito municiando Raphinha e Neymar em um jogo com 10 jogadores; imaginem municiando Pedro, Raphinha e Neymar! O futebol arte é o DNA da maneira brasileira de jogar. Que coloque Danilo e Alex Sandro (mais seguros) nas laterais; que coloque Casemiro e Fred para protegerem o meio campo.

Casão já disse que amou o ataque da nova convocação. Há quem marque, há quem ataque, mas há quem dê passes magníficos para que a bola chegue até eles.

Uma coisa aprendemos em 1966: o nosso mais fantástico meia armador, Didi, melhor jogador Fifa da Copa de 58, bicampeão em 1962, fez uma falta danada, e, por melhor que fosse o ataque, a magia no meio campo fez falta e o time naufragou com Pelé e demais craques. Zagallo percebeu isso e encheu a Seleção de 70 de “Camisas 10”, para garantir que a genialidade de Pelé voltasse a brilhar plenamente.

Tite, chama o Ganso!!!

2 Comentários

  1. Nelson Pontes Simas

    O PH Ganso é único autêntico camisa 10 no futebol brasileiro, não poderia ficar de fora da Seleção brasileira, aliás , ele é melhor que todos os que estão lá.
    Detalhe não sou torcedor do Fluminense.

    Responder
  2. Everton

    Eu voltei a ser sócio do Fluminense por causa desse cara, dá um prazer imensurável vê esse cara em campo

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.