Escolha uma Página

SHOW DE HORROR

22 / fevereiro / 2022

:::::::: por Paulo Cezar Caju ::::::::


Assisti ontem a final da Supercopa e vou confessar que fazia tempo que não dava tanta risada. Quem acompanhou a decisão, sabe o que eu estou falando! Uma cobrança mais bisonha que a outra e parecia que ninguém queria ficar com o título. Isso porque estamos falando de Atlético-MG e Flamengo, as duas equipes consideradas as melhores do país, junto com o Palmeiras, de Abel Ferreira.

Isso é reflexo da falta de treinos, não tem mistério. Sinto falta dos coletivos, de 11 contra 11, contra a base, contra o time reserva, para simular situações de jogo. Já bati diversas vezes nessa tecla, mas parece que os professores de educação física só estão preocupados se o atleta vai conseguir correr infinitos quilômetros dentro do gramado. Claro que o treino físico é importante, mas não podemos deixar a bola em segundo plano.

Pênalti é um fundamento básico que todo jogador deveria treinar diariamente para não ser surpreendido em decisões. Ontem, com um gol daquele tamanho, perdi as contas de quantos jogadores isolaram as cobranças. Um deles foi o zagueiro Godin! Com 15 anos de Europa e Copa do Mundo no currículo, pediu para ser o último a bater, depois até do goleiro, e ainda jogou lá na arquibancada.

Em muitas peladas por aí, o cobrador é obrigado a bater com a perna trocada para dar mais chance para o goleiro. Imagina se fizessem isso ontem? Acho que o zero não sairia do placar!

Mas o pior é que o pênalti é só a cereja do bolo. Os “craques” de hoje em dia não sabem chutar, dar um passe, um lançamento, um drible, um cruzamento… Não sabem os fundamentos básicos! O que me deixa mais chateado é que, além de errarem, a consciência deles nem pesa! Os craques da minha geração passavam horas treinando e, se por acaso errassem um pênalti, passavam noites sem dormir. Ou seja, chegamos ao ponto de normalizar os erros básicos!

Eu achava que já tinha visto tudo no futebol, mas depois de ontem… Vamos aguardar as cenas do próximo capítulo e continuar rezando por uma revolução – cada vez mais improvável – do futebol brasileiro!

Já ia me esquecendo, mas os analistas de computadores também estão precisando dessa revolução urgente! Ontem ouvi que “houve uma ligação direta para o atacante agudo, que estava de tanque cheio, espaçando os setores do campo e afetando o balanço defensivo com transições rápidas”. Teve também “pênalti chapado na bochecha da rede”, mas a pior foi “os times precisam ser CAMALEÔNICOS”. Que p**** é essa??

TAGS: PC Caju

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.