RIR PARA NÃO CHORAR

:::: por Paulo Cezar Caju ::::::::

(Foto: Nana Moraes)

(Foto: Nana Moraes)

Caminhando na rua me perguntam sobre tudo. Alguns me provocam na tentativa de acender o meu pavio curto: “Pimpão merecia ser convocado?”. Nesses casos, minha arma é a gargalhada. Ela vem me salvando, mas nem sempre é fácil.

Me perguntaram se eu achei que foi empurrão do Réver no Henrique. Também gargalhei nessa porque basta olhar a imagem e você vai confundir a cena com alguma arte marcial. Mas na final de 71 eu estava no Botafogo e o Fluminense também venceu aquele estadual com um empurrão do Marco Antônio no goleiro Ubirajara Mota. Ficou tudo quite agora. E o Flamengo também já foi prejudicado com o empurrão do Maurício no Leonardo. Ou seja, é um jogo de empurra-empurra tremendo.

Ah, também me perguntaram o que achei da seleções carioca e paulista, aí tive que gargalhar muito! Kkkkkkkk! O meio-campo da seleção de São Paulo tem Fernando Bob e Felipe Melo, preciso dizer mais alguma coisa? Na Carioca, estão o empurrador Réver e o empurrado Henrique. Isso é sério?

O Douglas do Vasco é muito bom de bola e torço para que vingue. “Mas PC, não teve nenhum do Botafogo!!!”. Olha, a rapaziada gosta de me provocar, não tem jeito! E quem deveria estar? Ah, o Pimpão, kkkkk. Martín Silva; Lucas, Réver, Henrique e Trauco, Douglas, Sornoza e Diego e Richarlison. A verdade é que se essa seleção carioca fosse um time de verdade e participasse do Brasileirão não assustaria ninguém e ficaria no meio da tabela.

“PC, quem você acha que vence o Brasileiro?”. Sinceramente? Qualquer um pode vencer porque é o campeonato mais nivelado do mundo, mas infelizmente nivelado por baixo.