Escolha uma Página

Katinha

KATINHA, O ENSABOADO

por Luis Filipe Chateaubriand

Quando o ponta direita Katinha chegou ao Vasco da Gama, em 1979, a torcida ganhou um ídolo.

Veloz, driblador, insinuante e autor de ótimos cruzamentos, Katinha estreou no Cruz Maltino exatamente em um clássico contra o Flamengo.

O Vasco da Gama venceu por 4 x 2.

Katinha “fez a festa” pelo lado direito.

Junior, coitado, não achou o ponta direita a partida inteira.

Na sequência do Campeonato Carioca, Katinha continuou a apresentar o seu talento, embora o Vasco da Gama não tenha sido campeão.

Em 1980, Zagallo assumiu o comando técnico do “Gigante da Colina”.

Sabidamente avesso aos pontas típicos – tinha preferência por pontas que compunham o meio de campo –, descartou Katinha, e este acabou negociado.

Assim, Katinha teve uma passagem curta, porém marcante, por São Januário.