SUPER ZÉ

entrevista e texto: Paulo Escobar | vídeo: Johnny Escobar e Ruth Santana

Estávamos a caminho do Parque São Jorge para encontrar um dos maiores laterais da História do Futebol. Nos dias de hoje talvez você imagine uma assessoria que te faça passar por mil burocracias para chegar até o ídolo, e do outro lado um ídolo que te olhe com desconfiança ou de cima para baixo.

Ao chegarmos de frente daquele que foi campeão do mundo com aquela seleção de 70, mesmo que muito novo e no banco, foi ali que aprendeu com aquela legião de deuses. O mesmo que foi campeão com o Corinthians em 1977, e que jogou naquela Copa de 1974, chega com um sorriso e uma humildade sem tamanho.

WhatsApp Image 2018-11-25 at 00.25.41.jpeg

Ali estávamos no memorial do Corinthians apertando a mão e abraçando o Super Zé, irmão de outros 4 jogadores de futebol e que naquela mítica final de 77 enfrentou um deles, Tuta, de uma velocidade tremenda e que deu trabalho ao Timão naquela final. Zé Maria, que entre os desejos que a vida não lhe brindou foi de ter tido seu pai vivo naquela final, mas como ele mesmo disse de algum lugar ele assistia e vibrava com aquela conquista, seria um divisor de águas na história do clube. Seria o Corinthians o mesmo sem aquele título?

Zé Maria que conseguiu juntar a raça e a técnica que o fez um ídolo da fiel torcida. Como esquecer daquela cena emblemática do sangue na camisa, o qual continuou no jogo mesmo que ferido? O mesmo Zé que viria ser parte daquela Democracia Corintiana e que seria mesmo que por um breve período técnico deste time tão recordado.

Um dos maiores laterais da história do futebol nos dá uma aula de história e posicionamento dentro e fora de campo. Fora de campo continuou talvez fazendo o que muitos destes jogadores poderiam fazer, a diferença na sociedade com os menos favorecidos, que foi o caminho que Zé seguiu ao fazer parte de um projeto com a molecada da Fundação Casa, projeto no qual trabalha até hoje, acreditando através do futebol naqueles que quase ninguém acredita.

Sem mais, os deixamos com esta grande figura dentro e fora de campo e esperamos que tenham o prazer de ver e ouvir o Super Zé.