VILA BELMIRO: 100 ANOS DE PAIXÃO

vila 1.jpg

Depois de quase dois anos de trabalho, o documentário "Vila Belmiro: 100 anos de paixão" será lançado hoje, às 11h30, no Museu Pelé. Iniciado como um simples projeto acadêmico de quatro alunos de Jornalismo da faculdade Cásper Líbero, o filme ganhou projeção e relata toda a história centenária do Estádio Urbano Caldeira, berço de craques e um dos mais importantes palcos do futebol mundial.

O primeiro jogo oficial da Vila

O primeiro jogo oficial da Vila

Diante da necessidade de produzir um trabalho de conclusão de curso, no último ano da faculdade, os jovens Beatriz Recco, Giovana Pinheiro, Nicolaos Garófalo e Victor Onofre formaram um grupo e perceberam que a paixão pelo esporte era unânime. Sendo assim, passaram a pesquisar datas comemorativas para se aprofundarem e descobriram o centenário da Vila Belmiro. A partir daí, o pré-projeto foi aceito pela faculdade e os alunos tiveram que colocar a mão na massa.

- Foi um ano muito corrido. Trabalhávamos, estudávamos e tocávamos o projeto. Acho que a maior dificuldade sempre foi a questão de conciliar agendas e fazer as viagens - lembrou Victor.

Léo recebeu homenagem no dia do centenário do estádio

Léo recebeu homenagem no dia do centenário do estádio

De acordo com o estudante, o documentário é uma viagem histórica e apaixonante pela segunda casa dos mais de cinco milhões de torcedores que fazem do Santos Futebol Clube suas vidas. Além de personalidades da mídia esportiva, como Milton Neves, Helvidio Matos, Odir Cunha e William Tavares e torcedores ilustres, o documentário conta ainda com depoimentos de jogadores como Pepe, Elano, Robert e Léo. O último, aliás, foi homenageado com um jogo de despedida no dia do centenário da Vila Belmiro, em 12 de outubro de 2016, contra o Benfica.

Vale destacar que a partida comemorativa marcou também o último dia de filmagem do grupo, que foi coroado com um lindo foguetório para os torcedores presentes na Vila. Se já respeitava o estádio antes mesmo de iniciar o trabalho, Victor Onofre não poupou elogios após a aprofundada pesquisa:

- A Vila é diferenciada. O futebol respira e a torcida realmente faz diferença para os atletas em campo. Isso a gente podia sentir o tempo inteiro. Em todos os depoimentos que recolhemos isso era muito ressaltado.

Torcedora ilustre do Santos, dona Edilza foi personagem do documentário

Torcedora ilustre do Santos, dona Edilza foi personagem do documentário

O esforço dos jovens foi reconhecido não só pelo orientador e jornalista Celso Unzete, mas também pela diretoria do Santos, que decidiu apresentar o documentário justamente na semana em que o clube completa 105 anos.

- A ficha ainda está caindo. Estamos muito felizes, ansiosos e com frio na barriga. É muito maior do que imaginávamos nos melhores sonhos! - concluiu Victor.

O filme ficará em cartaz de terça a domingo (11 a 16), com uma sessão às 11h30 e outra às 15h. Depois disso, o vídeo deve ser disponibilizado no YouTube, mas ainda sem data definida. 

O Museu Pelé fica no Largo Marquês de Monte Alegre, s/n, no Bairro Valongo, em Santos. O preço é R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia); Crianças de até 10 anos não pagam entrada.

Acompanhe toda a trajetória do grupo, trailers e a lista de entrevistados na página https://www.facebook.com/vilabelmiro100anosdepaixao/