VASCO LEVANTA O CANECO

por Daniel Perpétuo

Em jogo tumultuado, o Vasco da Gama vence o Duque de Caxias por 4 a 2 na final da Taça Rio e garante vaga na final do Campeonato Carioca de Futebol 7. Sempre a frente no placar, equipe cruzmaltina impôs seu ritmo de jogo e manteve sua organização tática, fazendo valer a força de sua camisa.

Logo aos seis minutos da primeira etapa, enquanto os times vinham se estudando, o Vasco abriu o placar com Daniel Miranda, que dominou no peito e finalizou. Após o gol, o jogo acelerou, as duas equipes buscando o gol, com a equipe de São Cristóvão mais organizada em campo.

Na volta para o segundo tempo, o Duque de Caxias bobeou e sofreu o segundo gol logo no primeiro minuto. A partida ficou ainda mais pegada, e o time da Baixada Fluminense buscou o gol para diminuir o prejuízo no placar. E foi aos oito minutos que descontou, após um chute de fora da área de Beto Dias. 

A partir daí, sentindo o perigo do adversário, o Vasco se arrumou em campo e retomou o volume de jogo. O veterano Vander Carioca marcou o terceiro e foi para a grade comemorar com a torcida, o que lhe rendeu um cartão vermelho.

“Sou vascaíno de coração, não consegui conter a vibração e me exaltei um pouco na comemoração. Mas foi uma vitória importante e vamos nos preparar para os dois jogos do fim de semana, que serão muito difíceis”, emendou ao final da partida.

Destaque da equipe da colina, Ruan Pereira, que já havia marcado o segundo gol do Vasco, pegou a bola no meio do campo e avançou pela esquerda e, após driblar três adversários, tocou na saída do goleiro.

“A gente batalha muito durante a semana, e fui abençoado com dois gols. Mas não acabou ainda, sábado temos outra luta”, lembrou o craque do jogo.

O Duque de Caxias ainda descontou de pênalti, aos 23 minutos da segunda etapa, mas não dava mais tempo para reverter o placar. Para o presidente da Federação de Futebol 7 do Estado do Rio de Janeiro, Marcio Carrete, o jogo demonstrou a realidade da modalidade no Estado do Rio. 

“A competição mostrou seu equilíbrio, o que não surpreende, sempre havendo um rodízio de equipes chegando às finais. A cada dia, aumenta o público presente, mostrando o crescimento da modalidade, com cada vez mais adeptos dentro e fora de campo. O esporte vem alcançando mais visibilidade. Neste mesmo cenário, esperamos uma final de estadual sem time favorito”, afirmou o presidente.

A final do Campeonato Carioca de Futebol 7 acontece em duas partidas, uma no sábado e outra no domingo, sempre às 11 horas, na arena montado no Colégio Salesianos, em Niterói. O globoesporte.com transmite as partidas.