SONHO MEU

:::: por Paulo Cezar Caju ::::

Famoso por minha rabugentice, volta e meia me perguntam: “Mas PC, do que você gosta?”. Poderia devolver a mesma pergunta: “Do que você gosta?”. Está fácil gostar de alguma coisa? Não!!!! Para facilitar, adianto um ping-pong. Gosta da seleção, que ganhou dois joguinhos bem mais ou menos? Não!!!

Do Flamengo, que subiu no salto alto e tomou do Palestino? Não!!! Do futebol chileno? Sim!!! Da volta do Renato Gaúcho e do Celso Roth? Não!!! Do Cuca? Sim, desde que não se acovarde como os outros “professores”. O Palmeiras é um timaço? Longe disso!!! Quem merece ser rebaixado? Qualquer um! Quem merece subir? Ninguém!

Gustavo Scarpa vive um excelente momento

Gustavo Scarpa vive um excelente momento

E o Gabriel Jesus? Tem que fugir da máscara! E seu Fogão? Por enquanto é Foguinho! Neymar? Craque, mas precisamos de outros! Renato Augusto? Tem vários da mesma forma, sem sal. Quem gosta de ver jogando? O lateral-esquerdo do Botafogo, Diogo Barbosa, e Gustavo Scarpa, do Fluminense, o maior craque em atividade.

Há dois ou três anos, assisti, em Laranjeiras, uma final dos juniores entre Fluminense e Botafogo, que venceu com um gol do Tanque. Mas só o Scarpa me chamou a atenção. Me lembrou o Rivellino começando a carreira. E, agora, até bigodinho ele tem. Só não tem as orelhas grandes do Riva, apelidado de Dumbo, kkkkkk. Será realidade ou delírio de um rabugento que sonha com a volta do futebol-arte?

– texto publicado originalmente no jornal O Globo, em 6 de outubro de 2016.