PROJETO MANÉ GARRINCHA

Na última quarta-feira, conhecemos Luiz Bastos, o neto do Garrincha, e descobrimos que ele é um dos fundadores de um lindo projeto social na Vila Cruzeiro, que leva o nome do consagrado avô. Encantados com a iniciativa, entramos em contato com Luiz para saber mais sobre a ONG e notamos que vai muito além da descoberta por novos talentos no futebol.

Fundado em janeiro deste ano, o Projeto Mané Garrincha já atende aproximadamente 1550 crianças de segunda a sexta-feira e oferece atividades variadas como dança, artes marciais música, aulas de informática, sala de fisioterapia, biblioteca e, obviamente, futebol.

- Atendemos crianças de 8 a 19 anos e a nossa pretensão é tirar esses meninos da rua e das más influências. Formar jogadores não é nosso principal objetivo, mas sabemos que os grandes craques saem das favelas e acaba acontecendo – explicou Luiz.

Camisa do Projeto

Camisa do Projeto

Nada disso seria possível, no entanto, sem Sandra Garrincha. Foi ela quem deu o pontapé inicial, quando conheceu a região e não pensou duas vezes antes de sugerir a iniciativa. Há mais de dez anos trabalhando com futebol, Luiz foi acionado pela prima e aceitou o convite na hora.

A partir daí, o projeto tem crescido consideravelmente. Com apoio da CBF, através de Walter Feldeman, secretário geral; do Botafogo, representado por Márcio Padilha e Dalila e Flávio Lopes, responsável pelas lojas do clube carioca, a ONG ainda busca patrocinadores para viabilizar novos projetos. Além de oferecer novas atividades e acolher mais crianças, Luiz revelou que almeja atender também o público da terceira idade.

- Sabemos que muitos idosos são analfabetos e queremos ajudá-los de alguma forma. Em um futuro próximo vamos oferecer atividades educativas para eles também.

Visita ao Museu da CBF

Visita ao Museu da CBF

Recentemente, as crianças tiveram a incrível experiência de visitar o Museu da CBF e, de acordo com Luiz, o próximo passo será levar jogadores consagrados para dar palestras na ONG. Na página do projeto no Facebook, Roberto Dinamite e Ricardo Rocha foram alguns dos craques que gravaram vídeos elogiando a iniciativa.

- O nome do Garrincha simboliza mais do que nunca humildade, determinação, superação e tomara que no futuro surjam não só grandes talentos, mas acima de tudo grandes homens – gravou Dinamite.

Ao ser perguntado sobre a sensação de poder mudar a vida de centenas de crianças, Luiz não escondeu o orgulho:

- Isso não tem preço. Observar o sorriso no rosto de uma criança, mesmo no meio de tanto sofrimento, é uma das coisas mais gratificantes da minha vida! – finalizou.