PODE ISSO, ARNALDO?

por Ricardo F Dias

arb.jpg

Há pouco tempo tive contato com o Arnaldo Cesar Coelho. Estou proibido, por ele, de contar, mas o cara tomou uma atitude sensacional. Teve um gesto absolutamente maravilhoso, e não posso contar... Mas ao menos conto que houve algo, e que ele é um cara fantástico. Virei fã, além de ter sido talvez o único juiz que jamais xinguei.

Mas, falando de juízes... Meu pai foi gerente de banco. Um cliente seu era o árbitro Aloisio Felisberto – estamos nos anos 70. Sempre que ia à agência, meu pai dizia impropérios sobre juízes, e ele sempre aceitou com bonomia.

Numa segunda-feira, no jogo da véspera, Cafuringa, ponta direita do Fluminense, havia apanhado muito. Meu pai havia ido ao jogo, e ao ver Aloisio começou a xingar todos os juízes. O árbitro riu, conversaram um pouco e este pediu para dar um telefonema. Deu, e comentou sobre o jogo do Flu. Passou o telefone para meu pai, dizendo:

- Acho que esse meu amigo também concorda com você.

Papai pegou o telefone e começou a comentar sobre o fato. Xingou o juiz da véspera, lançou dúvidas sobre sua masculinidade, insinuou comportamento moralmente indevido por parte da mãe do juiz, Supôs subornos, falou o diabo. Seu interlocutor ouvia, até que perguntou:

- Mas quem foi o juiz de ontem?

- Luis Carlos Felix.

- Prazer, sou eu.

Meu imprevidente ancestral, ao xingar tanto o pobre árbitro, talvez tenha esquecido de uma passagem em sua própria biografia. Ele jogava vôlei nos anos 50. Época de total amadorismo, um dia haveria um jogo entre Mackenzie e Flamengo. Ele não poderia jogar, estava machucado, então foi escalado como árbitro.

Meu pai tem pelo Flamengo sentimentos poderosos, nenhum deles positivo. E roubou o mais que pôde. Bola deles dentro era fora, bola fora do adversário era dentro, fez o diabo, e teve que sair fugido do ginásio. Já naquela época a torcida rubro-negra era apaixonada. Fugiu, e com a inocência dos justos parou num bar do bairro vizinho para um caldo de cana com pastel. Não contava com o bonde, que passava em frente, lotado com torcedores que estiveram no ginásio.

-É ele!!!!!!!!!!

Era jovem , corria muito, sobreviveu!