OS "PROFESSORES"

:::: por Paulo Cezar Caju ::::

Não há nada mais patético do que a dança de cadeiras de técnicos, no Brasil. São tantos exemplos ridículos que fica até difícil escolher um para comentar. Mas alguém duvida, por exemplo, que o Inter esteja nessa situação porque mudou três “professores” num curto espaço de tempo e efetivou o Celso Roth?

E o Ricardo Gomes que preferiu a “segurança” do São Paulo ao invés da possibilidade de rebaixamento do Botafogo? Resultado: está quase descendo o tricolor paulista.

No meio do campeonato os presidentes autorizam que seus gerentes de futebol convidem outros treinadores, sem a menor cerimônia. Isso não deveria ser proibido? Os presidentes é que deveriam ser substituídos a qualquer momento, isso sim!

E, agora, teve essa do Corinthians tirar o Oswaldo Oliveira do Sport!!! Meu Deus, mas baseado em que???

O Oswaldo praticamente levou o clube nordestino ao rebaixamento!!!! E ainda perdeu para o próprio Corinthians em seu último jogo....e na coletiva, na maior cara de pau, disse que “o Sport tinhas todas as condições de sair daquela situação”. Que ele levou!!!

Vai substituir o Fábio Carille, que era interino, foi efetivado e, garanto, vai voltar caladinho para as funções de auxiliar. Sai, Carille, vai buscar seu próprio espaço ou vai passar a vida como mais uma marionete nas mãos dos dirigentes.

– texto publicado originalmente no jornal O Globo, em 19 de outubro de 2016.