O bêbado e o bandeirinha

Roberto Assaf relembra histórias de sua carreira no jornalismo esportivo.

Jornalista e pesquisador preocupado em preservar a memória do futebol, o craque Roberto Assaf deu a sua primeira contribuição para o Museu da Pelada. Assaf conta uma história divertidíssima que ocorreu no Estádio Ítalo Del Cima, em Campo Grande, no Rio de Janeiro. Enquanto cobria uma partida entre Fluminense e América, o jornalista e todos presentes no estádio perceberam um torcedor visivelmente embrigado xingando o bandeirinha de forma incansável, do início ao fim do duelo. O mais curioso é que o tal torcedor não torcia para nenhum dos dois times e não estava nem aí para futebol.