O TIME DO TIM

texto: Sergio Pugliese | foto e vídeo: Guillermo Planel

O TIM-aço feminino de O Dia, que teve como técnico o saudoso Tim Lopes, se reencontra 25 anos depois dos torneios entre jornais. | Vídeo: Guillermo Planel

O saudoso Arcanjo Antonino Lopes do Nascimento, o Tim Lopes, estava enroladíssimo com a entrega de mais uma divina matéria e não conseguiu comparecer ao evento promovido por suas ex atletas e companheiras de redação de O Dia, na Fiorentina, no Leme. Certamente estava levantando o perfil dos 12 apóstolos da Santa Ceia ou tentando descobrir o segredo dos anjos, mas conseguiu um tempinho e assistiu, da arquibancada celestial, o reencontro, 25 anos depois, do timaço feminino da Rua do Riachuelo, que comandou brilhantemente durante os torneios entre jornais, realizado no Mimosão, campinho nos fundos da Vila Mimosa, concorrida área de prostituição do Rio.

– O Tim Lopes era um técnico motivador, estilo Joel Santana – comparou Marluci Martins, hoje colunista de Esportes, do Extra, e a primeira a chegar.

E assim foi durante toda a noite, a “presença” de Tim celebrada a cada história, a cada brinde. A ideia de reunir as craques surgiu após Daniella Sholl, adversária do Jornal do Brasil, postar uma foto do time “jotabeniano”, no Facebook, convocando a galera para um encontro. A época era a mesma, 1991, e o torneio também. O evento aconteceu há alguns meses, na mesma Fiorentina, o que causou arrepios de rivalidade em Stellinha de Moraes, pontinha veloz, do Dia, que não só apareceu na festa do JB para colocar água no chope, como organizou a festa do Dia.

Renata Schmitt, Marluci Martins, Renata Fraga, Janete e Tim Lopes, Rachel Vita, Rosane Bekierman, Martha Mendonça e Stellinha de Moares.

Renata Schmitt, Marluci Martins, Renata Fraga, Janete e Tim Lopes, Rachel Vita, Rosane Bekierman, Martha Mendonça e Stellinha de Moares.

Sergio Pugliese, Martha Esteves, Renata Schmitt, Marluci Martins e Renata Fraga, Rachel Vita, Martha Mendonça e Stellinha de Moraes | Foto: Guillermo Planel

Sergio Pugliese, Martha Esteves, Renata Schmitt, Marluci Martins e Renata Fraga, Rachel Vita, Martha Mendonça e Stellinha de Moraes | Foto: Guillermo Planel

– Elas nunca nos venceram. Então nós tínhamos mais motivos para festejar – explicou a craque, última a chegar, com o maridão Alexandre Albuquerque.

É verdade, o Dia venceu todos os torneios entre jornais, nunca encontrou adversárias a altura. E olha, que a estrela Martha Esteves, grávida, na época, desfalcou o time. Mas em compensação fazia crônicas divertidas e motivacionais, guardadas até hoje por Stellinha, apelidada por ela de “Bebetinha”.

– Éramos felizes e sabíamos, mas o que importa é que o tempo passa, o tempo voa e continuamos numa boa  – resumiu Marta.

Tem razão! As “dietes” continuam em plena forma e até bateram uma bolinha _ ou um bolão _ na calçada do restaurante para delírio dos garçons. E chegaram até a arrancar alguns “fiu fius” de clientes. Martha Mendonça garantiu que mantém a forma correndo na areia fofa com tornozeleiras de 20 quilos, mas como ela é uma das criadoras do Sensacionalista, site isento de verdade, ninguém acreditou. E para surpresa geral a atacante Malu Fernandes, do Jornal do Brasil, apareceu!!!

– Reconheço a superioridade das adversárias e vim brindar com elas – explicou, repleta de humildade.

A meio-campo Rachel Vita, estilosa, esguia, praticamente um Paulo Henrique Ganso, lembrou o duelo entre os técnicos Tim Lopes, do Dia, e Oldemário Touguinhó, saudoso cronista esportivo do Jornal do Brasil. Oldemário chegou a levar as “Jobetes” para treinos noturnos, e secretos, no campo do América. Tim Lopes, liberal, autorizou até Renata Schmitt, a Juliana Paes da época, a posar fumando para a foto oficial do time.

– O Tim era objetivo e dizia ganhem e pago as cervejas. Quer combustível melhor do que esse – divertiu-se a cervejeira Marluci Martins, casada com o papa do samba Moacyr Luz.

Outra musa da Riachuelo, Renata Fraga, divertia-se mostrando a série de charges criadas em sua homenagem pelo fera Jaguar e lembrou dos áureos tempos, quando O Dia chegava a vender 1 milhão de exemplares aos domingos. Martha Esteves puxou um brinde por todas estarem ali, superando crises e os zagueiros da vida. Perguntaram pela goleira Janete e pela fotógrafa Rosane Bekierman, não Beckham, do astro inglês David Beckham. Mas o futebol ficava ali, pau a pau. Mas, surpresa, Taísa Mundy, ex produtora do Linha Direta, apareceu com Chris, o maridão americano de alma carioca. E Bruno Quintella, filho de Tim Lopes, enviou mensagem desculpando-se pela ausência. Ê resfriado chato....

– Um brinde a Tim! – convocou Martha Mendonça.

Foi mais um golaço da seleção do Dia! Tim vibrou, deu socos no ar, fez o símbolo do coraçãozinho e saiu voado para não atrasar o fechamento.

 

 

................................

Resenhas feitas por Martha Esteves na época dos torneios e nos amistosos entre louras e morenas da redação, do Dia: