O ONTEM, O HOJE, O SEMPRE

por Marcelo Rodrigues

Com as semifinais da Liga bombando, com os confrontos acirrados entre Carlos Barbosa e Sorocaba, e o de mais tarde, Orlândia x Corinthians, veremos a partir da segunda que vem, dia 23, e, depois, dia 30, os vencedores disputando as partidas da grande final. Por merecimento as quatro melhores equipes chegaram nas semifinais.

Agora é o detalhe do detalhe. Um bom goleiro, um lance de gênio, quebra de velocidade, velocidade extrema, pressão, quebra de pressão, lances individuais, boas mexidas e sacadas, arbitragem, lances polêmicos e fator quadra, tudo pode ser decisivo.

E na mão de quem ficar o título, estará bem guardado.

Sorte a todos e que o futsal saia ainda mais vencedor!!

--------------------------------------------------

Adilson, Serginho, Celso e Aécio. O quarteto do Vila, um dos melhores de todos os tempos

Adilson, Serginho, Celso e Aécio. O quarteto do Vila, um dos melhores de todos os tempos

O craque Adilson no lançamento  de seu livro

O craque Adilson no lançamento  de seu livro

O fim de semana nos trouxe ainda uma grande nostalgia. 

No sábado, pela manhã, pelada no Clube Caça e Pesca, capitaneada por Mauro dos Santos (Mauro Bandit) e, em seguida, encontro no Vila Isabel com os craques de todas as épocas para prestigiar o lançamento de livro “Futebol de Salão, a origem”, do craque Adilson. Foi emocionante registrar o encontro entre Serginho, Adilson, Aécio e Celso, quarteto do Vila, um dos melhores de todos os tempos. À noite, encontro com os astros do máster do Corinthians e da seleção paulista de veteranos, numa deliciosa resenha, no bar Divino. Domingo, logo cedo, amistosos entre o máster do Botafogo e do Corinthians, e do super máster de Rio e São Paulo.

Boleiros de várias gerações, piadas, "pilhas", histórias fantásticas e a certeza da felicidade ao ver vários ídolos.

Assista a entrevista de Marcelo Rodrigues com o craque Adilson Paiva Ribeiro

---------------------------------------------------

A magia está no ontem, a realidade está na telinha com a Liga e o futuro tem que ser a UNIÃO entre magia e profissionalismo.

O Lulu Santos disse:

"Nada do que foi será, de novo do jeito que já foi um dia. Tudo passa, tudo sempre passará!".

A minha imagem desses caras não vai passar nunca, assim como o profissionalismo que hoje se torna fundamental, não pode ser esquecido.

Nossa filosofia de jogo sendo mantida, nossos gênios se adaptando e o profissionalismo invadindo, esse é o FUTURO e é nisso que aposto. Quem estiver fora desse pensamento, ou não respeita nossos ídolos, parou no tempo. Eu respeito muito as duas coisas.

Aqui é FUTSAL NA VEIA.

PS: volto semana que vem falando sobre as finais da Liga.