O ABRAÇO

:::: por Paulo Cezar Caju ::::

E Tite assumiu o tão sonhado cargo de treinador da seleção brasileira com um afetuoso abraço em Marco Polo Del Nero!!! Coisa linda!!! E ainda li numa dessas matérias baba-ovo que “Tite chegou demonstrando coragem e personalidade”. Kkkkkkkkkkkk!!!!  Peraí, ele recentemente assinou um documento coletivo pedindo a renúncia do presidente da CBF e agora corre para o abraço???!!!

Se vai manter a assinatura pouco importa. Igualzinho ao presidente do Flamengo, que bate, bate, bate, mas quando recebe o convite para uma viagem internacional esquece tudo e topa! Claro, com uma crise dessas, uma viagem de Bandeira, quer dizer, de bandeja, não dá para ser negada. Tudo balela, tudo conversa para boi dormir. 

Imaginem o Tite, terno alinhado, com seu ar professoral negociando as bases do contrato com o Del Nero!!! Imaginem ele se impondo, dizendo que não admitirá interferências de empresários e patrocinadores na convocação dos jogadores!!!! Kkkkkkkk!!!! Conta outra! A mim, não enganam com esse discursinho de transparência. Os cifrões nos olhinhos vêm antes de qualquer sonho de vestir a amarelinha ou vencer Copa do Mundo e Olimpíadas. O certo seria NENHUM treinador aceitar o convite de Del Nero. Isso, sim, seria um pacto verdadeiro, a união da categoria por uma mudança radical e a reformulação do futebol. 

Aí vem o Bom Senso com aquele papinho de transparência disso, ética daquilo, até surgir mais um convite da CBF. Desmobilização certa! É a tal da vaidade, é a tal sede do poder. Bom, só sei que Del Nero segue sem poder sair do país. Para os Estados Unidos, então, nem pensar. É cana! Mas pensando bem, por que ele sairia do Brasil se aqui ele está tão bem acompanhado de Cunhas, Renans e Jucás?