NÃO EXISTE AMIZADE MAIS GENUÍNA QUE A DO FUTEBOL

por Marcos Vinicius Cabral

pelada.jpg

Viví 3/4 dos meus 44 anos de vida dentro das quatro linhas.

Ou seja, há 34 anos que eu e a bola convivemos uma relação de amor e carinho irrestritos.

Desde meus primeiros chutes numa bola dente de leite, na rua Dr. March, número 70, no Barreto, em Niterói, comecei a fazer amigos.

Lá, meus primeiros amigos foram Jorge Luiz Marins, Luiz Lorosa, Jose Luis Ottero, Guina, Marcinho e depois, nos campeonatos do Ceclat e no 5 de Julho, Miltinho Ribeiro, Flávio Henrique Cordeiro, Boulevard, Edvan Souza, Marquinhos, William Neves ,Wellington Neves, Cesar Pesão, Jay, Guta e outros tantos aumentaram a extensa lista de amigos.

Mas foi uma época perigosa, pois a quantidade estava superando a qualidade e só permaneceram no meu dia-a-dia os especiais.

O tempo foi passando e os amigos foram aumentando por onde eu costumava jogar.

Assim foi na Ilha da Conceição, na Vila Olímpica, no Gradim, no Boa Vista e agora no Porto Velho.

Mas de todos os lugares por onde passei, aqui no Grêmio Recreativo e Esportivo Barabá - que faz mais um ano de existência em agosto - é especial.

Especial sim, pois talvez seja o último lugar em que devo jogar antes de pendurar as chuteiras.

Aqui, neste maravilhoso grupo, me sinto feliz em poder jogar com caras bacanas e seres humanos maravilhosos.

Desde o meu ingresso em 2015 - trazido por Júnior Gás - até hoje, dia 24 de julho, me sinto realizado em fazer parte de um grupo tão rico em valores humanos e de pessoas tão altruístas.

Quero aproveitar e dizer para que todos os barabaenses saibam o quanto vocês fazem meu domingo ser especial em poder dividir com cada um de vocês pequenos momentos.

Vida longa ao Barabá e parabéns por mais um ano de vida, em nome de Jesus!