JOGOS INESQUECÍVEIS

Flamengo 2 x 3 Fluminense (última rodada do Campeonato Carioca de 1995)

por Mateus Ribeiro

O Campeonato Carioca de 1995 foi decidido com um gol icônico. Um gol de barriga. E se você não passou os últimos vinte e cinco anos em Marte, é bem possível que já tenha visto esse gol em algum momento de sua existência.

Acontece que o jogo envolveu muito, mas muito mais coisa do que o gol de barriga marcado por Renato Gaúcho. E é sobre isso que falarei aqui, na nona edição da minha série "Jogos Inesquecíveis".

De um lado, o Flamengo, que vivia o ano do seu centenário, e que tinha no seu "ataque dos sonhos", formado por Sávio e Romário, a principal esperança de um ano cheio de conquistas. Além do Baixinho, o rubro-negro contava com o lateral Branco, e Luxemburgo no comando da equipe. Do outro, um time que não conquistava o estadual desde 1985, e que tinha em Renato Gaúcho sua principal estrela. De fato, o Flamengo entrava como favorito, porém, as outras três partidas disputadas no mesmo campeonato (cortesia de um regulamento maluco) acabaram com duas vitórias do Fluminense e um empate, ou seja: o Flamengo não havia vencido o tricolor das Laranjeiras em nenhuma partida do campeonato. Restava uma chance, e essa chance ficou para o épico jogo disputado no dia 25 de junho de 1995.

O jogo em si não era uma final, mas sim, a última rodada do octagonal que definiria o campeão. Mais de 110 MIL torcedores compareceram ao finado Maracanã para assistir ao duelo, e tomar muita chuva. Os presentes não se arrependeram do que viram. Bem, talvez os flamenguistas tenham se arrependido...

O favoritismo do rubro-negro havia ido para o espaço já no primeiro tempo, com gols de Renato Gaúcho e Leonardo. Intervalo de jogo, e o título estava indo para as Laranjeiras depois de dez anos.

j4.jpg

Porém, no segundo tempo, as coisas mudaram de figura. Romário e Fabinho marcaram os gols que davam o título ao Flamengo, que devido ao regulamento, jogava com a vantagem do empate.

E aí acontece um dos momentos mais marcantes na história recente do Fluminense: após uma linda jogada de Aílton, que botou Charles Guerreiro para dançar, Renato Gaúcho completou com a barriga, e lavou a alma dos tricolores presentes no Maraca.

Fim de jogo, Fluminense campeão carioca depois de uma longa década de jejum. Campeão, com um gol improvável e inesquecível. Campeão, em cima do maior rival, no ano do centenário do adversário.

exp.jpeg

Não foi só isso que tornou o jogo memorável. Foram quatro expulsões, sendo que TRÊS dos jogadores expulsos defendiam o Fluminense. Vale destacar a expulsão de Lira, que deu uma senhora cacetada em Fabinho quando o jogo estava empatado em dois gols. Isso sem contar o fato de que o treinador tricolor era nada mais nada menos do que Joel Santana, que vinha de dois estaduais conquistados pelo Vasco, e um pelo Bahia. O "Rei do Rio" conquistava mais um título em sua galeria, que ficaria maior ainda nos anos seguintes.

Há quem diga que os estaduais devem acabar. Por sorte não acabaram. Se tivessem acabado, não teríamos um jogo de futebol tão bacana quanto o Fla x Flu de 1995 para relembrar.

Viaje no tempo, relembre os detalhes do jogo, e divirta se!

E você, quais lembranças guarda dessa partida?

Um abraço, e até a próxima.