JOGOS INESQUECÍVEIS

Internacional 1 x 0 Barcelona

por Mateus Ribeiro

47430894_509054419504824_1107837950160273408_n.jpg

O futebol é um dos esportes mais apaixonantes do planeta. Um dos fatores que contribui muito para toda essa paixão desenfreada é o que costumamos chamar de “zebra”. Caso você nunca tenha ouvido a expressão (o que acho muito difícil, aliás), o nome do mamífero alvinegro é utilizado quando uma equipe favorita perde uma partida (ou um campeonato) para um time com menos cartaz.

E uma das zebras mais interessantes dos últimos tempos aconteceu em dezembro de 2006, na final do Mundial de Clubes, envolvendo Barcelona e Internacional de Porto Alegre.

De um lado, o poderoso clube espanhol, que havia conquistado a Liga de Campeões da Europa, e estava iniciando a sua era mais vitoriosa. Nomes como Rafa Márquez, Puyol, Ronaldinho, Deco e Iniesta tornavam o Barcelona favorito.

47321081_319077462263604_5043960793003982848_n.jpg

Já o Colorado, campeão da Libertadores pela primeira vez após bater o multicampeão São Paulo na final, contava com um elenco consistente, que além de muita aplicação tática, tinha também a valentia de Fernandão, Alex, Clemer, Índio, Edinho e Iarley.

Como em qualquer partida entre clubes da Europa e da América do Sul, muito se falava sobre o favoritismo exacerbado do Barcelona. E realmente, o clube catalão levou vantagem na posse de bola, o que não significa exatamente nada, uma vez que apesar de toda a modernidade, o que decide um jogo de futebol é bola na rede.

E tivemos uma bola na rede. Um gol feito por heróis improváveis. Após uma grande jogada do “jovem” Iarley, a bola vai parar no pés de Adriano Gabiru. Dos pés do meia, que havia substituído o idolatrado e saudoso Fernandão, a bola foi para o fundo do gol. Junto da bola, Adriano deu uma bica em todo o papo furado de que brasileiro entra em campo de cabeça baixa, de que europeu sempre será superior. Se hoje é assim, uma pena. Mas durante muito tempo, os times daqui poderiam até perder, mas sempre com dignidade. Dessa vez, o Inter venceu com dignidade. E digo mais: venceu com AUTORIDADE.

47575474_315521359054135_2953702048010338304_n.jpg

O Internacional (um dos maiores clubes do Brasil, é bom salientar) iniciava ali um período repleto de grandes vitórias e conquistas, que durou por anos. E até hoje, os torcedores lembram se da jogada de Iarley, do gol de Gabiru, da defesa de Clemer, e da entrega do time colorado.

Uma vitoria do futebol brasileiro. Uma vitoria dos jogadores sem holofote. Uma vitoria de quem queria vencer. E venceram.

E você, torcedor colorado, qual lembrança tem desse jogo inesquecível?