JOGOS INESQUECÍVEIS

Brasil 4 x 1 Itália - Final da Copa de 1970

por Mateus Ribeiro

b1.jpg

Talvez esse seja o jogo mais emblemático do futebol nacional. Dificilmente algum fã de futebol não se recorda de ao menos um lance da partida disputada no Estádio Azteca, sob os mais de cem mil olhares atentos.

A Seleção Brasileira de 1970 é considerada por muitos como o maior time de todos os tempos. Não é para menos, pois tinha muita gente boa ali: Carlos Alberto Torres, Clodoaldo, Brito, Piazza, Gérson, Tostão, Jairzinho, Pelé e Rivellino eram alguns dos nomes que formavam essa máquina, que encanta (e espanta) o mundo até hoje.

A final da Copa é a obra prima máxima desse conjunto virtuoso e muito afinado, que já havia feito grandes exibições nos primeiros jogos. 

Todos esperavam um grande jogo. De um lado, o já citado esquadrão verde e amarelo. Do outro, a valente e sempre perigosa Itália, que contava com Riva, Mazzola, Boninsengna, Bertini e Rivera. O time azul passou pela primeira fase marcando UM ÚNICO GOL, mas depois goleou os donos da casa nas quartas, e passou pela Alemanha nas semifinais, em jogo histórico, considerado por muitos como o maior da história dos mundiais. Além disso, estava em jogo a supremacia do futebol mundial, já que o vencedor se tornaria o primeiro tricampeão mundial.

b2.jpg

Falando sobre o jogo em si, o aniversariante hoje, Pelé, marcou o primeiro em uma linda cabeçada. Já no final do primeiro tempo, Clodoaldo tentou uma jogada de efeito, mas conseguiu entregar a bola para os italianos. Resultado: Boninsegna empatou.

O segundo gol brasileiro veios dos pés de Gerson, que acertou um belo chute no canto de Albertosi. Poucos minutos depois, Jairzinho guardou o seu, e se tornou o primeiro (e único) jogador a marcar gols em todos os jogos de uma Copa.

O último gol é um dos mais marcantes da história do futebol. Após uma linda troca de passes, iniciada por uma sequência estonteante de dribles aplicados pelo quase vilão Clodoaldo, a bola chega as pés de Pelé. O rei ajeita para Carlos Alberto, que chega como um míssil e acerta uma senhora cacetada no canto do pobre goleiro italiano, que nada poderia fazer.

Final de jogo. Brasil tricampeão mundial. O magnum opus daquela equipe estava marcado na eternidade.

b3.jpg

Após a partida, os torcedores mostraram toda a devoção que nutriam pela Seleção Brasileira. Os presentes entraram no gramado, e levaram tudo o que poderiam levar como lembrança daquela tarde mágica, que parece não acabar nunca.

Brasil e Itália é uma partida que marcou gerações, e permanece intacta na cabeça de quem vivenciou aqueles momentos. Quanto aos mais novos, o que é o meu caso, fica a lembrança dos dias que o futebol brasileiro era o dono da bola, e era respeitado por todos, inclusive por quem vestia a camisa verde e amarela.

E você, qual a sua lembrança desse jogo inesquecível?

Um abraço, e até a próxima.