FELIZ NATAL


O modelo do cartão de Boas Festas do Museu da Pelada não poderia ser um Papai Noel tradicional porque o bom velhinho não tem pinta de já ter batido uma bolinha. Então usamos a foto do craque Bruno Senna feita para a Revista do Cruzeiro (Valeu, Jihan Kazzaz!!!), onde Natal, lendário ponta-direita, posa apontando para o próprio nome. Nada mais justo do que usar um jogador, pois foram as histórias deles que deram visibilidade ao Museu nesse primeiro aninho de vida. No Museu, o protagonismo é do jogador, de todos eles, afinal se o Zico fez o gol de cabeça foi porque alguém lançou. E é justamente essa a mensagem de fim do ano do Museu. Um mundo sem protagonistas, sem falsos líderes, sem o ultrapassado “sabe com quem está falando?”. Desejamos um mundo em que todos toquem na bola, sem discriminações, sem vaidades. A importância de cada um deve ser reconhecida. Em 66, quando Natal surgiu acompanhado pelos desconhecidos Dirceu Lopes, Tostão, Evaldo e toda a tropa cruzeirense desbancaram o todo-poderoso Santos, de Pelé, com uma goleada e levaram a Taça Brasil. Ninguém quer ser rei. Ter o trabalho reconhecido, valorizado, já é um grande passo para vivermos num mundo mais justo. Feliz Natal e um 2017 fenomenal são os votos da Equipe do Museu da Pelada!