FELIZ ANIVERSÁRIO, CORINTHIANS

por Mateus Ribeiro

40548476_2283636505197731_2445513223965769728_n.jpg

O Corinthians é o maior amor da minha vida, e eu não escondo isso de ninguém.

O alvinegro do Parque São Jorge já me fez chorar, sorrir, xingar.

O Timão é o principal responsável por quase todas as vezes que meu coração ameaçou parar de funcionar. Mesmo assim, o Corinthians continua sendo meu maior, e talvez, único amor.

Eu não consigo expressar através de palavras como o Sport Club Corinthians Paulista é grande na minha vida.

Um dos motivos que virei torcedor do clube foi por ver Tupãzinho, Fabinho e Ronaldo. Esses três foram meus primeiros ídolos. Eu não conhecia nada de futebol, mas gostava daquele visual despojado, gostava daquela combinação de cores. Esses fatores foram mais que suficientes para eu me tornar um adepto do time do povo.

Depois que aprendi a diferenciar um escanteio de um lateral, vieram Marcelinho, Viola, Rincón, Gamarra, Edílson, Luizão, Dida, Sylvinho, Henrique, Célio Silva e tantos outros. Alguns eram craques. Outros, bons jogadores. E tinha a turma que era caneluda, mas que dava o sangue pelo time. Essa última classe é a que mais me identifico até hoje.

c1.jpg

Durante muito tempo, sofri muito com a soberania dos rivais paulistas. Após alguns anos, comecei a ficar mal acostumado. Vieram inúmeros títulos estaduais e nacionais.

Faltava a América e o Mundo. Faltava. Em 2012, essas barreiras foram quebradas. E eu ali coloquei na cabça que eu já tinha visto de tudo, e que não conseguiria mais assistir jogos do meu Timão com a mesma emoção. Ledo engano.

Continuo sofrendo, chorando, gritando, respirando e sangrando Corinthians.

E assim quero continuar até o dia da minha morte

O Corinthians é a maior parte de mim. E, no dia do seu aniversário de 108 anos, gostaria de agradecer todos os meus ídolos do passado e do presente.

Gylmar, Cássio, Basílio, Sócrates, Geraldão, Wladimir, Espaaaaaaaaaaaaaaaaaaaalma Ronaldo, Neeeeeto, Marcelinho, Rincón, Vampeta, Ezequiel, Giba, Casagrande, Oswaldo Brandão, Viola, Edílson Capetinha, Chicão, Biro Biro, Rivellino Zé Maria, Danilo, Wilson Mano, Marcelo Djian, Ado, Baltazar, Cláudio, Dinei, Idário, Ruço, Tobias, Zé Elias, Vicente Matheus e tantos ídolos do passado e do presente, meu muito obrigado para todas as pessoas que ajudaram a construir essa historia maravilhosa, repleta de glórias, lutas e vitorias.

Corinthians Grande! Parabéns pelos 108 anos de historia!