FELIPÃO ESCAPOU DE MAIS UM 7 A 1

:::::::: por Paulo Cezar Caju ::::::::

IMG_6164.jpeg

Já viram como fica um passarinho em liberdade após anos preso em uma gaiola? Se colocado em uma árvore ficará pulando de galho em galho exatamente como fazia em seu cativeiro. É mais ou menos como se comportam os times retranqueiros após tomarem o gol. Precisam partir para dentro, fazer gols, mas não sabem porque foram treinados para se defender. E só se defender.

São jogadores sem asas, despreparados, engessados, sem um plano B, uma carta na manga. Um exemplo primoroso disso aconteceu no Flamengo x Palmeiras. E no duelo da ousadia contra a covardia prevaleceu o futebol ofensivo.

Olha, sem qualquer exagero, Felipão escapou de levar mais um 7x1 em sua saideira, o que seria merecidíssimo, afinal escalou brucutus e deixou Gustavo Scarpa no banco! Felipão pagou o pato, mas para mim o maior culpado é o gerente de futebol.

Jesus nem precisou fazer milagres, apenas colocou Gerson em sua real posição, meia direita. Na base do Fluminense, atuava nessa posição e, por isso, está completamente à vontade. Mas os “professores” adoram inventar e colocam esses bons jogadores fora de posição, como Carile faz com Pedrinho e Cuca com Antony. E os comentaristas chamam o Gerson de segundo volante. Gerson não é volante, esqueçam isso!

Continuo torcendo fervorosamente por Sampaoli, Roger, que venceu mais uma, e todos que jogam para a frente respeitando a torcida. Duro demais ver o Corinthians vencendo com um gol dado pelo goleiro do Atlético Mineiro e, depois, ouvir as explicações de Carile, o discípulo mais aplicado de Tite.

Rogério Ceni vai dando um jeito no Cruzeiro e Luxemburgo precisa urgentemente treinar fundamentos com a garotada do ataque, assim como Sampaoli. O que o Santos perde de gols é assustador!

O Fluminense vendeu Pedro para pagar dívidas e o time que se viu ontem contra o Avaí foi abaixo da crítica. Não dá para entender um valor tão abaixo de Vinícius Jr e Paquetá.

Por falar em centroavante a diretoria rubro-negra quer ficar em definitivo com Gabigol. Tomara que tenha o mesmo empenho para pagar as indenizações dos meninos mortos no CT porque dinheiro não falta. E exemplo de uma boa administração não é apenas gastar com jogadores vivos.

Mas esse país é muito doido mesmo! Aqui o jogador é convocado para a seleção brasileira mesmo sem estar jogando há tempos e os comentaristas esportivos viraram garotos-propaganda. Mas não anunciam mais aqueles produtos baratinhos nas rádios, como antigamente. Evoluíram, estão no horário nobre das tevês.

Já sei, por exemplo, para onde ligar quando quiser pedir comida em casa, ir a algum supermercado ou até comprar pneus, Kkkk!!!

Pode isso, Arnaldo? E Tim Maia responde: “vale, vale tudo!!!”.