CARTA AO TORCEDOR VETERANO

por Claudio Lovato

IMG_3235.jpeg

Você

Que vai dormir de mau humor quando seu time perde

E acorda na manhã seguinte com um humor pior ainda

Você

Que jura que seu filho terá total liberdade para escolher o próprio clube

Mas se tortura intimamente com medo de que ele não escolha o seu

Você 

Que diz que o futebol mudou para pior e que antigamente é que havia craques de verdade

Mas aos amigos sempre garante que “a base vem forte este ano”

Você

Que diz que já gostou mais “desse negócio”

Mas se emociona sempre que vê a camisa “mais bonita do mundo” entrar em campo  

Você

Que critica duramente a construção dessas “arenas caras e elitistas”

Mas não deixa que ninguém fale mal da do seu clube

Você  

Que não consegue passar muito tempo (digamos assim, mais de meia hora) sem pensar na bola

E mantém o escudo amado em casa, no carro e no escritório 

Você

Que usando estratagemas diversos adianta ou retarda viagens para conseguir ir ao estádio

E jura que deixou o fanatismo para trás, definitivamente para trás

Você

Que sabe que não conseguiria viver sem isso, ainda que quisesse, mesmo que tentasse

A você, meu amigo

Faço a pergunta de Neruda

(Já sabedor da resposta)

“Onde está o menino que fui

Segue dentro de mim

Ou se foi?”