CABELO NA HISTÓRIA DA BOLA PESADA E DO CORINTHIANS

por Rivelino Teixeira, do blog Coisas Boas do Esporte

No Brasil, a gente não valoriza nossos ídolos como eles deveriam ser.

O que faço no meu blog (www.coisasboasdoesporte e no programa Lance Livre (hoje exibido pela Canal 25 da Net Jundiaí e pela internet www.canal25.com.br) todos os dias é resgatar a história dessa turma. Muitos deles ficam esquecidos e isso não pode acontecer. Por isso parabenizo à todos e espero que não fique por aí. 

O futebol de salão ficará sempre marcado como o esporte da "bola pesada", e para os que praticaram ou para os que acompanharam esta época da modalidade, nada será igual.

Em quadra grandes elencos e craques que desfilavam categoria, transformando tudo isso em emoção para quem assistia.

O espaço para demonstrar respeito para um dos grandes nomes do futebol de salão brasileiro nas décadas de 70 e 80, Sérgio Saad, ou simplesmente Cabelo.

Sérgio Saad nasceu em 4 de outubro de 1953, e com o DNA de craque, de esportividade e de vencedor.

Círculo Militar

Círculo Militar

Em competições, tudo começou com a camisa do Círculo Militar de São Paulo, entre 1965 a 1974.

Na década de 80 eu acompanhava os duelos dos times de Jundiaí enfrentando estes timaços de São Paulo jogando no Ginásio do Bolão. Antes os duelos contra o Unidos, e depois a Cosmar e o Morando de Ernestino, Sérginho Chagas, Manfrotti e tantos outros encarando as feras dos grandes da capital.

Cabelo era um destes que davam show em quadra. Na carreira guarda com muito carinho a passagem pelo Parque da Móoca, e foi lá que conquistou um dos títulos mais importantes de sua galeria, o de campeão do Torneio Internacional de Montevidéu.

Teve uma longa passagem com a camisa do Tricolor do Morumbi. Pelo São Paulo disputou vários campeonato promovidos pela Federação Paulista de Futebol de Salão, isso de 1974 a 1978.

Com a camisa do seu time de coração.

Com o Corinthians: Dr Geraldo, Garcia, Ney, Noventa, Edu, Edson, Ico, Zé Carlos, Agrela, Aldo, Oswaldão, Daniel, Cabelo, Medina, Mingo, Miltinho, Waltinho e Marcinho

Com o Corinthians: Dr Geraldo, Garcia, Ney, Noventa, Edu, Edson, Ico, Zé Carlos, Agrela, Aldo, Oswaldão, Daniel, Cabelo, Medina, Mingo, Miltinho, Waltinho e Marcinho

Todos os momentos, todos os clubes que defendeu Cabelo guarda em sua memória como inesquecíveis, mas um clube ele não abre mão de destacar que foi especial, o Corinthians.

Cabelo não esconde de ninguém que é apaixonado pelo clube de Parque São Jorge, e foi com a camisa alvinegra que viveu momentos emocionantes.

Na década de 80 ficou com o vice campeonato brasileiro perdendo na decisão para o SUMOV do Ceará, uma das forças do futebol de salão na época.

Em 1980 levantou a taça de campeão paulista ao vencer na final o clássico contra o Palmeiras. Neste elenco do Timão, nomes que estão marcados para sempre como Medina, Minguinho, Ico e outros.

Corinthians 80: Rafael Garcia, Pedrão, Ico, Aldo, Noventa, Luigi, Samuka ??, Marcio Leite, Zé Carlos,Cabelo, Milton Ziller, Ney— com Marcelo Pazzini e Marcio Basso.

Corinthians 80: Rafael Garcia, Pedrão, Ico, Aldo, Noventa, Luigi, Samuka ??, Marcio Leite, Zé Carlos,Cabelo, Milton Ziller, Ney— com Marcelo Pazzini e Marcio Basso.

Futebol de Salão X Futsal

Afinal futsal e futebol de salão é a mesma coisa? Ou futsal é uma abreviação de futebol de salão? Tecnicamente é o mesmo esporte.

Cabelo e Carlos "Ramon " -Zé José Roberto Tammaro ,-São Paulo F.C . 1972

Cabelo e Carlos "Ramon " -Zé José Roberto Tammaro ,-São Paulo F.C . 1972

O futebol de salão surgiu na década de 30, precisamente em 1934. O autor da invenção seria o professor uruguaio, Juan Carlos Ceriani Gravier. Nos anos 30 a seleção uruguaia de futebol de campo era referência no futebol mundial, pois era bicampeã olímpica e mundial. Desde a sua criação, a FIFUSA (Federação Internacional de Futebol de Salão) era quem dirigia o futebol de salão. Já o futsal surgiu entre a década de 80 e 90, no resultado entre a fusão do futebol de salão e o futebol de cinco. A junção e mistura dos dois, foi criação da FIFA (Federação Internacional de Futebol), que mudou as regras do futebol de salão e passou adotar a modalidade chamada futsal.

Ainda na década de 80, o futebol de salão era administrado pela FIFUSA, porém a FIFA propôs a unificação das duas entidades. O acordo de junção não se concretizou e a FIFA alterou o nome para futsal, criando novas regras para o esporte. Assim a Confederação Brasileira de Futebol de Salão (carrega esse nome, mas utiliza as regras do futsal) se filiou a FIFA. Os campeonatos mundiais de futsal são todos organizados pela Federação Internacional de Futebol.

Com a palavra, Cabelo:

"Seria difícil pros caras de hoje jogarem como antigamente, onde o pau comia, e não tinha essa história de proteger os boleiros, nada de goleiro-linha, gol só de fora da área, lateral com as mãos, e outras cositas mais,. kkk"

Em Família

Em Família

Hoje

Sérgio Saad hoje reside em Cotia, na Grande São Paulo. não abre mão de recordar os grandes momentos de sua vida pelo futebol de salão e de um bom bate-papo com os velhos amigos do esporte. É casado com Martha Saad e tem três filhos, e trabalha como administrador de empresas.

Sérgio Saad, o Cabelo, fera nas quadras, e nunca será esquecido por tudo que fez pela bola pesada!!

 

Texto publicado originalmente no Blog Coisas Boas do Esporte, de Rivelino Teixeira.