A RAPOSA ENGOLIU A ZEBRA

por Pedro Redig, de Londres

"Dilly ding, dilly dong", opera, rap, elogios de políticos, pizza, batata frita, frio de menos 135 graus, chuva e calor.  Foi assim que o Leicester chegou ao glorioso título de campeão inglês, botando os gigantes da Premier League no bolso.

O arrogante José Mourinho, despedido durante a temporada pelo Chelsea e queridinho da mídia esportiva inglesa, dá lugar ao irreverente Claudio Ranieri.

É um triunfo duplo e inédito nos 23 anos da divisão de elite. O italiano venceu o primeiro campeonato nacional depois de 29 anos e o Leicester faturou o primeiro título em 132 anos de existência.

Antes dos "Foxes", como são apelidadas as "raposas", o último time a vencer pela primeira vez foi o Nothingam Forest em 1978. O triunfo do Leicester já rendeu amistosos contra os poderosos e milionários PSG e Barcelona e o clube agora pode agora surpreender na Liga dos Campeões.

O milagre do romano Ranieri, comparado ao imperador César e ao poderoso chefão, começou na verdade no fim da temporada passada. Depois de passar 140 dias na lanterna, o time então comandado por Nigel Pearson arrancou sete vitórias nos últimos nove jogos para escapar de fininho do rebaixamento.

Por conta disso, o Leicester era cotado a 5000 por 1 libra para ser campeão este ano. Quem apostou 100 libras, teve direito a meio milhão, ou seja R$ 2,5 milhões de reais. O sucesso no campo virou um tremendo prejuízo para as casas de jogos.

Da noite para o dia, o clube passou a 12º mais rico da Inglaterra e ficou em 24º lugar do ranking mundial. O Leicester gastou um total de £52,8 milhões de libras para montar o time campeão – menos do que o Manchester United pagou apenas para ter o atacante frances Anthony Martial. O título vai render ao clube um mínimo de £150 milhões de lbras, cerca de £750 milhões de reais.

"Dilly ding, dilly dong" foi o jeito que o impagável Ranieri encontrou para manter os jogadores na ponta dos cascos nos treinamentos. Quem tivesse meio distraído, ouvia este som de campainha berrado pelo treinador de 64 anos que também levantou a moral do time bancando pizza para todos os jogadores.

- Eu sou um cara que pensa e não um maluco – desabafou Ranieri depois de conquistar o título com duas rodadas de antecedencia. "Dilly ding, dilly dong, nós estamos na Champions League," emendou o italiano todo feliz.

O Leicester não gastou quase nada mas comprou muito bem em relacão ao rivais que desembolsaram centenas de milhões sem conseguir superaro modesto clube da regiao central da Inglaterra conhecida como Midlands.

O artilheiro Vardy e o meio-campo Mahrez custaram juntos £1,5 milhão. O atacante foi pescado de uma liga semi-amadora em 2012 e o argelino veio do Le Havre da segunda divisão francesa. Mahrez começou a ganhar fama atuando em peladas num estacionamento em Paris e está agora na mira do Real Madrid.

 Outra peça-chave foi o frances Kanté, festejado como o melhor volante da Premier League. Isso sem falar no goleirão Kasper Schmeichel, herdeiro da categoria do pai Peter, considerado por muitos como um do melhores goleiros de todos os tempos.  O capitão Morgan também foi destaque num time em que a maxima era "um por todos, todos por um."

A façanha do Leicester mereceu elogios do novo presidente da FIFA Gianni Infantino e do primeiro ministro inglês David Cameron com palmas no Parlamento e um deputado de cachecol azul e branco – as cores do novo campeão.

O jornal 'The Guardian' publicou na primeira página um poema como se o rei Ricardo III tivesse fazendo uma elegia ao Leicester. Os mais supersticiosos acreditam que o restos mortais do monarca inglês enterrados na cidade há pouco mais de um ano foram o talismã que faltava para o Leicester.

Cantores de rap locais encheram a bola de todos os jogadores, um coro festejou a glória do time em ritmo de gospel e o tenor Andrea Bocelli abriu a festa da entregada taça com uma interpretação emocionada de "Nessun Dorma", vestido com a camisa do Leicester.

Depois de 139 dias na liderança, o Leicester recebeu o troféu ao final de uma goleada de 4 a 1 sobre o Everton na penúltima rodada. A festa teve batata frita de graça para a galera debaixo das cadeiras. Foi o presente de um patrocinadorno estádio onde o Brasil jogou e ganhou da Jamaica por 1 a 0, gol de Roberto Carlos, em 2003, numa seleção que ainda tinha Ronaldo no comando de ataque.

O 'enorme' chefe da torcida e tocador de bumbo fez um strip tease para mostrar um baita escudo do clube tatuado nas costas. O torcedor do clube e veterano artilheiro Gary Lineker não cumpriu a promessa de aparecer de cueca no programa "Match of the Day" que apresenta, mas a imagem dele quase peladocirculou nas redes sociais. A direção do programa da BBC esclarece que Lineker prometeu aparecer no ar de cueca na primeira rodada da próxima temporada em agosto.

São muitos os segredos para uma conquista tão especial e uma das armas do Leicester foi um compartimento que é uma espécie de sauna ultra gelada capaz de produzir um frio de até 135 graus negativos. O choque térmico serve para recuperar os músculos e a energia dos atletas no intervalo entre os jogos.

Com a coroa do troféu na cabeça, Ranieri confessou que começou a acreditar que o sonho era possível quando perdeu de 2 a 1 com 10 jogadores mas deu um calor no Arsenal – o único time que venceu o Leicester duas vezes no campeonato.

- Jogamos com o coração, nao quero acordar e sim continuar sonhando – confessou Ranieri. 

Para ele, os favoritos de sempre falharam porque não mostraram a mesma consistência do Leicester. Desde a fundação em 1992, aPremier League só teve cinco campeões: Manchester United, Chelsea, Arsenal, Manchester City e Blackburn Rovers.

O Leicester agora pode fazer história na Europa. Assim como o Atlético de Madri, usa a tática dos boxeadores que absorvem os golpes, mas são capazes de 'matar' o adversário com um simples contra-ataque. O time inglês derruba o mito de que domínio ganha jogo.

Com menos posse de bola, chutes a gol, sofrendo mais e marcando menos gols por jogo do que a maioria dos outros campeões da Premier League, a raposa que engoliu a zebra vai em busca de novas presas.

Na base do bom humor, brincadeiras e muita solidariedade, Ranieri conquistou os jogadores e fez o mundo do futebol acreditar, espantado, que o impossível às vezes acontece. Parabéns aos novos campeões.