ZICO, A ‘FLOR COM CHEIRO DE GOL’

por André Felipe de Lima

Nesta sexta-feira, dia 3, é aniversário do Zico, o maior dentre todos os grandes ídolos do Olimpo Rubro-negro. Zico era a magia, a arte que tanto amamos no futebol. Zico era capaz de fazer da bola uma "flor com cheiro de gol", como escreveu o cronista e botafoguense Armando Nogueira.

Zico foi mesmo um craque capaz de despertar a admiração e o respeito de torcedores de clubes rivais. “(...) quando você fazia uma das suas e chutava aquelas bolas que tocavam na rede e batiam em cheio em nossos corações. Em compensação, nós, que tanto amamos nossos clubes quanto o futebol, estaremos com as nossas tardes de domingo mais pobres. E, aí, veja que ironia, teremos saudades de você”, escreveu o vascaíno Sérgio Cabral, jornalista e escritor, quando Zico abandonou o futebol.

E o que dizer sobre o tricolor Nelson Rodrigues, para quem Zico “Foi o maior jogador do mundo”? Zico é um herói do futebol brasileiro acima de qualquer paixão clubística.

Parabéns, Galinho, pelo seu aniversário e obrigado por ter tornado mais alegre o nosso futebol e, especialmente para a torcida do Flamengo. Com os gols do Zico, mais felizes eram as tardes de domingo no Maracanã.

ASSISTA ALGUNS VÍDEOS SOBRE O ZICO:

Jorge Ben Jor - Camisa 10 da Gávea

Uma história sem igual

OUÇA A NARRAÇÃO DE GOLS HISTÓRICOS DO ZICO, NAS VOZES DE WALDIR AMARAL, JORGE CURI E JOSÉ CARLOS ARAÚJO: http://migre.me/oQpvN