A BOLA E O RÁDIO, VICTOR HUGO MORALES

por Marcelo Mendez

“Marcelo, demitiram a Voz...”

Foi com essa frase me dita em janeiro de 2016 que meu amigo Ignácio Miguez, argentino, torcedor do Lanus, começou a me contar que Victor Hugo Morales havia sido demitido da Rádio Continental, a qual empunhava o microfone há 30 anos.

Vitima das pressões sofridas por um governo o qual sempre foi critico, o maior locutor do esporte argentino deixava seu posto. O azar é nosso, que perdemos um homem que é, sem dúvidas, uma das principais vozes do esporte sul-americano.

Dom Victor Hugo Morales é nosso convidado hoje em "A Bola e o Rádio".

O COMEÇO

Morales é uruguaio nascido na cidade de Cardona em 1947. Começou sua vida de jornalista em 1966 como repórter na Rádio Colonia para depois, em 1969, virar diretor de esportes na Radio Ariel. De lá, saiu para fazer história na Oriental Rádio de Montevidéu e então permaneceu até 1981, quando cansou das perseguições políticas que sofria e se mudou definitivamente para a Argentina.

A CONSOLIDAÇÃO DO MITO

 Parceiros na obra de arte contra os ingleses em 1986

Parceiros na obra de arte contra os ingleses em 1986

No novo país, Morales começou a vida na Radio Argentina e em 1987 foi para a Rádio Continental onde permaneceu até a sua demissão em Janeiro de 2016. Foram muitos momentos épicos por lá, mas não dá mais para falar de Victor Hugo na Argentina sem falar do gol de Maradona contra os Ingleses em 1986.

Assim como não dá para falar de Maradona sem falar de Victor Hugo...

"A Bola e o Rádio" de hoje vai prestar essa homenagem ao classudo Mestre com a narração desse gol de 1986, sem dúvidas uma das maiores narrações de todos os tempos. Segue, então...

“Barrilete cósmico de que planeta veniste?!?!!?”