PELADA DO JORGINHO

entrevista: Sergio Pugliese | texto: André Mendonça | fotos e vídeo: Daniel Planel 

Como manda a tradição, fim de ano é época de reunir os amigos e os boleiros aproveitam para organizar a boa e velha pelada. A equipe do Museu procura ir em todas, mas o convite para o jogo beneficente de Jorginho, ex-volante do Flamengo, fez os nossos olhos brilharem.

Tudo começou na festa de fim de ano do Areia Leme, na Praia de Copacabana, quando o parceiro Denis nos abordou e contou sobre o evento que rolaria em Anchieta, bairro da Zona Norte do Rio. Para quem não lembra, Jorginho foi peça fundamental na equipe rubro-negra do final dos anos 90 e início dos anos 2000.

- Sou nascido e criado aqui em Anchieta, onde dei meus primeiros tapas na quadra de salão. Depois fui para o Olaria, Flamengo e aí foi só alegria.

A tradicional pelada rola há seis anos no clube e, além de reunir craques do passado, tem como objetivo arrecadar alimentos. Nesta edição, Donizete Pantera, Beto, Leandro Ávila, Maurinho e até João Marcos, o sósia do Roberto Carlos, marcaram presença e levantaram a galera.

- A gente jogou junto com ele, fomos campeões e nada melhor do que reunir essa rapaziada e ajudar ao próximo! - disse Leandro Ávila.

Antes da bola rolar, Ademar Barbosa, presidente do Anchieta Esporte Clube, fez questão de demonstrar todo o seu carinho por Jorginho:

- Aqui é a casa do Jorginho e é sempre um prazer recebê-lo. Não abro mão de ceder o campo para essa pelada!

Aproveitamos a boleirada toda reunida para armar aquela resenha animada. Apesar de ter atuado no Flamengo, Vasco, Botafogo e Fluminense, Beto enfatizou sua passagem pelo Napoli. O motivo é mais do que especial:

- Tive a felicidade de usar a 10 do Maradona lá. Além disso, fiz gol na semifinal da Copa Itália e foi uma felicidade imensa!

Ao perguntarmos ao sósia do Roberto Carlos se a potência do chute era a mesma, a figuraça rebateu:

- A perna é do Roberto Carlos cantor!

Como é bom matar a saudade dos craques do passado e ouvir um pouco da história do nosso futebol com esse clima descontraído!