o rei da resenha

entrevista: Sergio Pugliese | texto: André Mendonça | vídeo e edição: Daniel Planel

Somos muito fãs de todos os personagens que já entrevistamos, claro, mas não podemos negar que temos um carinho especial por aqueles que demonstram ser craques na resenha também! Ex-meia do Vasco da Gama e um dos treinadores mais vitoriosos do Brasil, Jair Pereira é unanimidade nessa lista.

Durante a resenha na famosa Pelada da Barra, comandada por Carlinhos Cortazio, tivemos o privilégio de bater um papo com essa figura inenarrável, que relembrou histórias divertidíssimas da sua carreira e arrancou gargalhadas da nossa equipe.

jair.jpg

Na hora de falar sério, no entanto, Jair não escondeu sua tristeza com o fato de estar desempregado. Após uma bela carreira como jogador, tendo vestido as camisas de Vasco, Flamengo, Bonsucesso e Madureira, e muitos títulos como treinador, o ex-meia luta contra o ostracismo.

Na base do "maré, maré; jacaré, jacaré", foi campeão da Taça de Prata (espécie de Série B da época), bicampeão sul-americano e mundial com a seleção de base, campeão paulista, campeão da Copa do Brasil, campeão mineiro, bicampeão da Supercopa, comandou o Atlético de Madrid e hoje lamenta a inatividade:

- O futebol é o único lugar em que a experiência está velha. Eu sou melhor agora do que quando comecei. Eu sou formado, fui atleta, campeão, treinador, coordenador...

Nesse momento apareceu o craque Mário Português, que, ao ser questionado sobre a questão, não titubeou.

- Por que o futebol brasileiro está desse jeito? Nossa experiência como atleta é muito importante para a coordenação técnica. Deixar de usar é burrice dos clubes!

j1.jpg

Logo em seguida, o parceiro Reyes de Sá Viana do Castelo levantou a bola para Jair Pereira contar mais um causo. Dessa vez sobre um torcedor chato que, diferentemente dos demais, o elogiou do início ao fim de uma partida só para despertar sua curiosidade e poder xingá-lo diretamente.

- Me olhando, né? Queria falar que você é burro olhando nos seus olhos! - disparou o exigente torcedor.

Para fechar a resenha com chave de ouro, Jair explicou o que é "maré, maré; jacaré, jacaré", tática que prevaleceu durante toda a sua vitoriosa carreira:

- Maré, maré é tocar a bola e jacaré, jacaré é dar o bote para recuperar a posse!

Obrigado, Jair Pereira!