resenha celeste

edição de vídeo: Daniel Planel 

No dia 7 de dezembro de 1966, há exatos 50 anos, o Cruzeiro vencia o Santos por 3 a 2, de virada, em pleno Pacaembu, e se sagrava campeão da Taça Brasil daquele ano. Mesmo podendo perder por até três gols de diferença, visto que tinha vencido o primeiro jogo, em Minas, por 6 a 2, os ídolos celestes não se acomodaram e venceram a equipe de Pelé.

A conquista foi tão marcante que, 50 anos depois, os jogadores se reuniram para comemorar o feito e bater um papo muito bacana! É óbvio que a equipe do Museu da Pelada, junto com os parceiros do Canal 100, não ia ficar de fora dessa resenha!

- Foi o título mais importante do Cruzeiro, porque mudou a história do futebol mineiro - lembra Dirceu Lopes, autor de dois gols no primeiro jogo da decisão.

Goleiro daquele timaço, Raul Plassman não mediu as palavras para exaltar a campanha do Cruzeiro naquele ano. E não era pra menos: Com apenas 45 minutos de decisão, o Cruzeiro já vencia o poderoso Santos por 5 a 0.

- Pegamos Grêmio, Fluminense e fomos atropelando todo mundo, até o massacre no Mineirão - disse, em alusão à goleada no primeiro jogo da final.

Além de toda a resenha lembrando a conquista, os craques ainda assistiram e comentaram os lances daquele massacre histórico, através das belas imagens do Canal 100!